Traduzir a página com Google

Reportagem Publication logo Julho 19, 2023

Sementes para o Amanhã – Jovens Indígenas Encontram na Avicultura um Caminho para o Desenvolvimento da Comunidade

País:

Autores:
indigenous woman
Português

Na região da Serra da Lua, em Roraima, as comunidades indígenas abraçam a sua ancestralidade na...

author #1 image author #2 image
Vários autores
SECTIONS
Duziane alimentando as galinhas
Duziene alimentando as galinha. Imagem por Amanda Magnani. Brasil, 2023.

No futuro, projeto pretende desenvolver ainda uma roça e um viveiro de plantas medicinais


“Esse é o único projeto que eu conheço que começou na prática, antes de ir para o papel”, conta Sabrina Nazareno, de 24 anos, que ri ao se lembrar das origens do que é hoje o projeto de avicultura desenvolvido pela juventude da comunidade do Canauanim.

“Primeiro, nós fizemos a capina, fomos para o mato tirar madeira para fazer a casa, e só depois é que o projeto foi para o papel”, acrescenta a amiga Duziene Cadete, de 30 anos, atual vice-coordenadora local da juventude.

Sob a sombra de mangueiras carregadas, a poucos metros do galinheiro que construíram com as próprias mãos, quatro jovens do Canauanim esperam para apresentar seu projeto, Kyryky (galinha na língua Wapichana). Além de Sabrina e Duziene, estão Hanklen Ribeiro, de 19 anos, e Júlio Augusto, da mesma idade, atual coordenador local da juventude.


Como uma organização jornalística sem fins lucrativos, dependemos de seu apoio para financiar o jornalismo que cobre assuntos marginalizados em todo o mundo. Doe qualquer quantia hoje para se tornar um Campeão Pulitzer Center e receba benefícios exclusivos!


Sabrina — Photo: Amanda Magnani
Sabrina. Imagem por Amanda Magnani. Brasil, 2023.

Ao longe se ouvem as conversas e risadas. Em torno da mesa de madeira onde estão sentados, uma dúzia de galinhas e frangos das mais variadas cores e tamanhos passeiam livres pelo chão. Ocasionalmente, ciscam insetos que encontram pelo caminho.

A comunidade do Canauanim se localiza na Terra Indígena (TI) de mesmo nome, na Região Serra da Lua, em Roraima. Demarcada em 1996, a TI tem uma área de 11 mil hectares e uma população de quase 1.500 habitantes.

O projeto Kyryky começou em 2020, por iniciativa do então coordenador Hilton Cadete, irmão de Duziene. Inspirado por atividades desenvolvidas pela juventude de outras regiões, Hilton mobilizou os jovens do Canauanim e correu atrás dos recursos necessários para que o projeto se tornasse realidade. A escolha pela criação de galinhas surgiu de um entendimento de que o manejo da avicultura seria mais acessível que outras iniciativas.

“E como foi que nós conseguimos as galinhas?” – Sabrina dá uma gargalhada e, como quem se prepara para contar uma história infantil, continua: “Uma bela tarde… nós nos reunimos e saímos pela comunidade, de casa em casa, pedindo doações de galinhas”.

Chickens from the poultry project — Photo: Amanda Magnani
Chickens from the poultry project. Imagem por Amanda Magnani. Brasil, 2023.

E conseguiram. Nesse primeiro momento, Kyryky chegou a receber 22 animais. O projeto também contou com apoio do Conselho Indígena de Roraima, da então tuxaua (cacica) do Canauanim, que doou o espaço onde o galinheiro foi construído, e de outros moradores da comunidade que, não podendo contribuir com galinhas, apoiaram com produtos de suas roças.

Nos últimos anos, a avicultura de postura, aquela cujo foco é a produção de ovos, tem crescido exponencialmente no estado de Roraima. Em 2022, o número de ovos produzidos pelas granjas do estado superou a marca dos 122 milhões. Segundo Regina Tie Umigi, professora de Zootecnia da Universidade Federal de Roraima e especialista na avicultura industrial, enquanto a pandemia causou o fechamento de inúmeras granjas em outras regiões do Brasil, em Boa Vista houve um aumento da produção de ovos.

“Houve um investimento grande em tecnologia”, explica Regina. “Hoje, a maioria das granjas da região são tecnificadas e automatizadas, desde o processo de fornecimento de ração, até a coleta, seleção, limpeza e classificação dos ovos”, acrescenta. A professora explica, ainda, que esse crescimento na avicultura foi muito impulsionado pelo aumento de lavouras de milho e soja no estado, já que são esses os grãos usados para alimentar as galinhas nas granjas industriais.

Duziene, Sabrina, Hanklen and Julio.  — Photo: Amanda Magnani
Duziene, Sabrina, Hanklen and Julio. Imagem por Amanda Magnani. Brasil, 2023.

No caso do projeto Kyryky, as galinhas criadas e os ovos produzidos servem para alimentar os jovens do Canauanim durante trabalhos comunitários e para apoiar financeiramente atividades como a participação em assembleias.

Mas manter o projeto vivo tem seus custos. Em algumas ocasiões, é preciso vender uma galinha para comprar o milho que alimenta as demais. Em outras, os jovens organizam rifas e bingos para levantar os valores necessários.

E, aqui, sua história tem um hiato. O riso some e a conversa muda de tom. De repente, olhos ficam nublados e vozes, cortadas. O silêncio é denso. O luto, ainda palpável. O projeto Kyryky ficou parado por cerca de oito meses depois do falecimento inesperado de Hilton no ano passado.

“Não tem como falar da nossa avicultura sem falar dele”, diz Sabrina, que era vice-coordenadora da juventude quando o projeto iniciou. “Hilton foi o mentor de tudo isso. Era ele quem chamava, quem buscava, quem tinha iniciativa. Ele sonhava como ninguém.”

Com o luto, o projeto perdeu forças. Mas agora, sob a direção de Júlio e Duziene, ele começa, aos poucos, a se reerguer. “A gente pretende convidar mais jovens para trabalhar conosco, e realmente fortalecer a juventude do Canauanim”, diz Duziene.

Project chicken coop — Photo: Amanda Magnani
Project chicken coop. Imagem por Amanda Magnani. Brasil, 2023.

E a avicultura é só o começo. No futuro, a gestão pretende levar as iniciativas da juventude para outro espaço, onde também possam desenvolver uma roça e um viveiro de plantas medicinais. Assim, quem não gosta de cuidar de galinhas pode participar de outras formas das atividades da comunidade.

Hoje, na Serra da Lua, Kyryky é o único projeto coordenado pela juventude. Sabrina, Duziene, Júlio e Hanklen têm a certeza: “nós já fizemos história.”

Sabrina recorda com carinho o momento em que tiveram a chance de apresentar o empreendimento a outras regiões na última assembleia da juventude. “Eles achavam que não existia projeto da juventude na Serra da Lua, mas nós dissemos: estamos aqui”, lembra. “A gente ficou se sentindo grandão. Esse projeto é um motivo de muito orgulho pra nós.”

Entre a juventude indígena, o compartilhamento de saberes e experiências tem um papel importante no reconhecimento e valorização da própria identidade – elementos chave na luta contínua do movimento indígena por direitos.

Ao se lembrar das vivências em assembleias, Sabrina conta que foi a partir daquele momento que passou a enxergar com outros olhos a cultura de onde vem: “Eu hoje entendo que nossas pinturas, cantos e danças têm um significado maior. A minha visão sobre isso está evoluindo.”

Foi também a partir de encontros e trocas com outros jovens e lideranças que a juventude do Canauanim encontrou forças para dar continuidade ao projeto começado por Hilton.

Hoje, a meta é levar o nome Kyryky cada vez mais longe. “Nós queremos continuar cuidando dessas galinhas com muito orgulho. Queremos multiplicar, queremos que elas estejam aqui para as futuras gerações de jovens”, diz o coordenador Júlio. “Assim como Hilton, o que queremos é deixar o nosso legado.”

RELATED TOPICS

teal halftone illustration of a young indigenous person

Topic

Indigenous Rights

Indigenous Rights
a yellow halftone illustration of a truck holding logs

Topic

Rainforests

Rainforests

RELATED INITIATIVES

yellow halftone illustration of a pangolin

Initiative

Rainforest Reporting Grants

Rainforest Reporting Grants

Support our work

Your support ensures great journalism and education on underreported and systemic global issues