Mauricio de Paiva

AMAZON RJF GRANTEE

Rainforest
Journalism Fund
Amazon

Fotógrafo documentarista e artista visual independente, dedica-se a áreas do conhecimento como arqueologia e educação patrimonial, direitos humanos e temas socioambientais profundos, com ênfase nas comunidades tradicionais da Bacia pan-Amazônica.

É colaborador do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP), do Museu Paraense Emílio Goeldi e do Laboratório de Arqueologia e Antropologia Ambiental e Evolutiva do Instituto de Biociências da USP.

Acompanha expedições bioantropológicas e arqueológicas em parceria com diversas instituições acadêmicas. Desde 2004, colabora com a National Geographic Brasil e Portugal, tendo publicado dezenas de reportagens para revista e website.

Como fotojornalista, produziu conteúdo para jornais como Folha de São Paulo (impresso), El País Brasil, e Le Monde. Publica na agência Mongabay Brasil e para as científicas Revista Fapesp, Scientific American, e Dossiers d’Archéologie.

Pesquisa e reporta a Amazônia há 16 anos, elaborando narrativas na perspectiva da antropologia visual e do patrimônio arqueológico na companhia de caboclos, ribeirinhos e pesquisadores tarimbados, como Michael Michael Heckenberger, Stephen Rostain e Eduardo Góes Neves.

Busca conectar e entender como os atuais modos de vida refletem o passado pré-colonial. Publicou três livros autorais: Amazônia Antiga (2009); Futebol na Amazônia, Imagem e Alarido (2012); e Rufar dos Tambores Encontros Afroamapaenses (2013). Realizou diversas exposições, entre elas "Foto_Arqueologia - Que Fica Na Amazônia: sítios_vestígios_andejos ribeirinhos," com IPHAN (2020); participou da "Ancient from the mouth of Amazon," no Denver Art Museum; e "Precieux Poison D’Amazonie," no Musée Dobrée de Nantes, França (2019).

Atualmente, também atua como filmmaker e diretor de fotografia para audiovisuais temáticos sobre a Amazônia.

A person wears a shirt and glasses.